Pas d'autre Amour.

Just another WordPress.com site

aconteceu o que aconteceu

leave a comment »

Eu sempre tive uma coisa implantada na minha cabeça que eu cumpro com muita dedicação: vou até o fim com qualquer parada, mesmo que para mim o fim seja o começo ou o meio. E sim, me dou desculpas desse tipo para justificar que tudo que eu faço é buscando fazer o bem, ser correta comigo mesma, e pra isso, meu irmão, a gente precisa ser malandra com a gente mesmo e abrir concessões. 

O barato de sermos sozinhos no mundo é a possibilidade de darmos os nossos próprios limites e escolher se você quer chegar neles ou não. Em todo relacionamento amoroso que eu tive eu pensei: vou me dedicar com toda a força que eu posso, ser a melhor menina do mundo, porque se essa parada acabar, eu quero é estar com o meu coração tranquilo e repetindo o mantra: fiz o meu melhor, fiz o meu melhor, fiz o meu melhor oooooonnnn.

E daí, quando você é honesta consigo mesmo, não tem ser humano que queira te convencer do contrário ou fazer chantagem emocional. Meus ex-namorados que o digam. Meus pais que o digam!

Uma vez, eu namorei uma pessoa (muito querida!) que na primeira vez em que nos beijamos eu disse: Só vai durar enquanto os dois forem felizes, ok?Depois de uma longa jornada de um amor que parecia ser para sempre, eu não estava mais feliz. Ele, bem mal com a situação, não passou por cima do respeito que construímos e nem da primeira conversa que tivemos. Ele, que olhou nos meus olhos quando eu disse aquilo, não tinha como me colocar limites e me deixou ir …

Acho que é uma lição preciosa que eu vou levar pra vida toda e que é possível aplicar na vida profissional: vá embora com as portas e janelas escancaradas! Fale sinceramente o porquê você está indo embora e se possível, não deixe chegar no seu limite para não magoar ninguém – principalmente você mesmo!

Hoje eu pedi demissão e só ouvi coisas maravilhosas: eles sabem o que eu quero. Me respeitam, me deixaram ir …

Aqui, marco uma divisão do que era e do que vai ser.

No meio, uma Maria se sente leve

e perdida.

 

 

 

 

 

Anúncios

Written by maryloverra

março 28, 2014 at 10:01 pm

Publicado em Uncategorized

o dia

leave a comment »

Ontem, no dia 19 de março de 2014, foi um dia ensolarado na capital paulista. Se choveu lá fora, eu não ouvi, não senti. E, é claro, não me molhei.

Não sei como aconteceu, mas uma fichinha colorida rasgou o teto de contreto do prédio em que eu estava, bateu na minha cabeça com força e me fez abrir os olhos com espanto e gratidão: eu entendi! Lá do céu, deu pra ouvir: ” – Aleluia, menina! Cê tava vacilando enquanto eu soprava no teu ouvido e cutucava teu coração. Muitas vezes, fiz você achar até que era uma dor física. Revolta, preguiça, siricutivos sem fim. Precisei usar o velho truque do cair da ficha. Clássiqueira! Funcionou!.”
Eu resolvi que vou deixar o meu emprego. Não só ele: toda a sua rotina confortável e previsivél. E boa!
Sair de algo bom não é fácil. E essa foi a minha história: trabalho num emprego bom, com experiências ótimas e um bom salário. E o desafio foi enxergar que o BOM não deve ser melhor que o MUITO BOM – e é pra lá que eu quero ir! Sou tão pequena, não posso ficar bloqueada. Decidi que vou sair por aí e experimentar! Não tenho ideia o que vou achar: não troquei por outra empresa nem por um projeto concreto (mesmo que milhares pipoquem na minha cabeça). E agora, o que vai acontecer?

Written by maryloverra

março 20, 2014 at 7:24 pm

Publicado em Uncategorized

Restaurante – Chef Rouge

with 3 comments

Um ano de namoro (onw), e a gente comemrou num Restaurante (restaurante MESMO, nada de bistrô/café) Francês do Morumbi, dentro do Shopping Morumbi na Área Gourmet. O Chef Rouge é caro, mas vale a pena dividir os pratos, ser chato também, porque eles servem tudo e toda hora, supondo que você seja cheio da grana e não se importe em pagar até por coisa que você nem vai comer/beber. Sugestão: pergunte sempre quanto é aquela birosca que o garçom veio te servir antes de comer, até água com gás, pode ser que você não precise dela! O lugar é bonitinho, não é super temático mas tem lá um toque francês. Eu prefiro os mais escandalosos, mas de vez em quando um fino pode fazer bem, hehe.

Entrada: Pãezinhos de vários tipos, sopa de grão de bico na xícara, patê de fígado de pato e manteiga com ervas.

Vinho: Não lembro o nome, drugs! Mas era TÃO BOM!

Prato Principal: Vegetais na manteiga champignon e salmão! O melhor salmão que comi na minha vida, simples assim! Esse prato nós dividimos, e dá super certo pra quem não come muuuuuuuuuito e não tem muiiiitaaa grana 😉

Sobremesa: Starbucks e o bonitinho.

Meu novo sapato s2.

Só pra lembrar que esse não é um blog só sobre comida!

Written by maryloverra

março 14, 2011 at 4:51 pm

Publicado em Uncategorized

Restaurante – D’amico Piolin.

with 5 comments

E voltamos para a D’amico Piolin, na Augusta! A intenção inicial era ir ao Clube Noir http://www.ciaclubnoir.com.br , um bistrô + cafè + livraria + teatro ao lado do Piolin. A livraria de lá é incrível pra quem gosta de arte em geral, fotografia, cinema, teatro, tem uma gama muito grande de bons nomes para ler. Mas só tinha salgados em geral pra comer e estava R$10,00 contão só pra entrar! Ou seja, cerveja, preferimos uma boa refeição num lugar que já sabemos a procedência. Fica a dica: só arrisque novos lugares para comer quando você não tiver com a maior fome do mundo!

Entrada: Brusqueta de tomate e queijo.

Prato principal: Massa verde recheada de 4 queijos com molho pesto (o melhor molho do mundo).

Vinho: Da casa, uma jarra inteira! Hahaha.

Esmalte: Cor militar, da Colorama. (durável, cor linda!)

Continuarei indicando para sempre o Piolin, além de reduto de artistas simpáticos, é extremamente delicioso.

Cantina D’Amico Piolin, R. Augusta, 902 – Cerqueira César, São Paulo

Written by maryloverra

fevereiro 28, 2011 at 4:41 pm

Publicado em Uncategorized

Vestindo falsa renda!

with 3 comments

Meninas, meninas! Enquanto não tenho tempo pra tirar fotos mais BACANAS com a cam do boyfriend, se contentem com essa minha tentativa! E esse é meu quarto, bem vindas!

Na Mary: Bata Shanes/ Camiseta Hering branca por baixo/ Calça Marisa/ Tênis All Star/ Flor Preta sem marca no cabelo (liiiindaaaa s2)/ Cinto sem marca, dobradinho!

No mural: Chico Lindo, Beatles, imãs de filmes que amo, Shakespeare, mensagem budista e recado do namorado que não dá pra ler!

Ah, e estou fazendo a lista de links para favorita-las. Em breve tenho novidades pra vocês!

Written by maryloverra

fevereiro 24, 2011 at 8:09 pm

Publicado em Uncategorized

Vestindo longe de casa.

with 4 comments

Blusa Arte na Rua (e meu AMOR por estampas com flores)/ Shorts Renner/ Havaianas amarela.

Written by maryloverra

fevereiro 21, 2011 at 1:09 pm

Publicado em Uncategorized

Troca de Links!

with 5 comments

Meninotas, quem tá afim de trocar links e coloca-los permanentemente no seu blog? Sabemos que o maior jeito de outras blogueiras nos encontrarem é no “vaiclicandonêga!”. Eu ainda não tenho essa sessão, mas pretendo cria-la e colocar o blog de vocês aqui do ladinho    >>>>

Alguém?

Written by maryloverra

fevereiro 16, 2011 at 2:24 pm

Publicado em Uncategorized